Notícias


Publicado em:
13
3/2019

ANTT quer ouvir transportadores

Objetivo da pesquisa é obter subsídios para a revisão de metodologia de definição, monitoramento e atualização de dados e informações visando à Política Nacional de Pisos Mínimos.



Metatags: Pneushow, ANTT, Transporte Rodoviário, Cargas
Divulgação

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em parceria com a Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz (Fealq) / Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial - Esalq-LOG/USP, está realizando uma pesquisa entre os transportadores rodoviários de cargas.


O objetivo do levantamento é obter subsídios para a revisão de metodologia de definição, monitoramento e atualização de dados e informações visando à Política Nacional de Pisos Mínimos e à adequação dos pisos mínimos a serem divulgados semestralmente pela Agência.


O questionário está dividido em quatro blocos: o primeiro trata de informações cadastrais; o segundo coleta informações sobre as características das frotas e/ou veículos, com perguntas sobre idade média, tipos de carga, distribuição das rotas etc.


O terceiro bloco foca nos dados operacionais dos veículos, como número de eixos, distâncias médias das rotas, velocidade média, entre outras. Por fim, o último bloco trata de características diversas, como valor médio do salário de um motorista, quantidade de horas semanais trabalhadas, marca e tipo de pneu utilizado e outros dados.


O tempo estimado de preenchimento do questionário é de 15 a 22 minutos e as informações coletadas serão sigilosas e em nenhum momento serão divulgadas identificando nominalmente os entrevistados.


Os transportadores interessados em responder a pesquisa encontram o questionário disponível no endereço: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeSTJaSdXjNBlifCZo92MNhPG5z2cRq0t_oQViHLRKXqcMHbA/viewform


A Política Nacional de Pisos Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas foi instituída pela Lei nº 13.703/2018. O seu artigo 6º determina que o processo de fixação dos pisos mínimos deverá ser técnico, ter ampla publicidade e contar com a participação dos representantes dos embarcadores, dos contratantes dos fretes, das cooperativas de transporte de cargas, dos sindicatos de empresas de transportes e de transportadores autônomos de cargas.


De acordo com a lei, cabe à ANTT a definição e a publicação da norma com os pisos mínimos referentes ao quilômetro rodado na realização de fretes, por eixo carregado, consideradas as distâncias e as especificidades das cargas.

Fonte: ANTT


Últimas notícias

Dia Do Consumidor: 40% dos consumidores que fazem perguntas fecham compra

Atendimento ao cliente é decisivo na hora da conversão. Especialista dá dicas para otimizar o serviço e aumentar vendas.
Leia Mais

Vendas de automóveis seminovos e usados crescem 16% entre dezembro e janeiro

Segundo a OLX, estados que mais se destacaram em quantidade de ofertas foram Santa Catarina, Goiás e Mato Grosso.
Leia Mais

Comércio eletrônico deve crescer 16% em 2019

Segundo a ABComm, otimismo vem da melhora no cenário econômico e na elevação da confiança do consumidor.
Leia Mais